Alimente os Peixes!!!!

12 abril 2007

Amanhece

Hoje fui questionada assim, sem vaselina, sobre o que eu esperava. E eu não soube dizer assim, de imediato, quais eram minhas expectativas. Tive sorte de não ter sido numa entrevista de emprego, dessas que o gerente de pessoas fica com um sorriso do lagarto plantado no rosto, esperando você falar alguma merda pra, pimba!, descartar seu currículo no arquivo "cesto". Na hora me deu um frio no estômago, uma vontade mentir, de ser blasé, de ser uma personagem sofisticada e bem resolvida da novela das oito, com sorte entre os 26 e os 31 anos. E é sobre isso que eu queria mesmo falar. O que pode ou deve ou é socialmente aceito ou ainda politicamente correto que uma mulher de 40 deve esperar? Esperar sair do tédio? Esperar espantar a rotina?
Esperar ter mais que uma por vez? Esperar sair do sonho (?) doméstico e caseiro? Esperar por um príncipe encantado? Ou é melhor deixar a vida como ela é e esperar pela reprise das 22 horas? Ou esperar o bolo assar? Ou esperar o molho apurar? Ou esperar o computador conectar? Ou esperar o trem passar a água ferver a planta crescer o chefe chegar jantar dormir morrer? O que esperar? O que? O QUE???????? Sugestões aqui.

3 comentários:

Ivete disse...

Você pode exercitar à sério a sua vocação para escrever, dons são para serem usados, não procrastine demais, sonhos devem ser vividos, foda-se se não derem certos, mesmo assim vale a pena tentar vivê-los. Força na piruca. Beijos. Te amo.

Senhora Loirinha Má disse...

Você é duka, mesmo. Eu é que te amo, porra!

Hebert Lincoln Carvalho disse...

Amanheceu, então, já não há nada a esperar a não ser esse novo dia que não chega.

Beijo!