Alimente os Peixes!!!!

13 maio 2009

Soneto de Maio

Cada espécie desses é um poema
cada negro músculo esculpido
o epitelial tecido, a curva do que está escondido
cada gesto posado para a cena.

Cada tom castanho é um convite
difícil não fantasiar algum olá
difícil manter-se casta, não imaginar
mas duas dimensões é meu limite.

Os machos querem poesia
é o que faço
poesia de imagens escolhidas

beleza capturada na retina
dorsos nús enchendo o espaço
poema de negra beleza masculina.

2 comentários:

Dennis William disse...

Sintética, metafórica, malandra, sensual, gostosa, direta...
Adorei seu estilo de "poetizar", tem um ritmo gostoso, parece fácil... mas ainda assim, mesmo direta, muito subjetiva... Deixando nas entrelinhas, nos espaços, no tempinho pra respirar um pensamento meio erótico, meio pornô...
nusssss... viajei...
Bjs garota

Senhora Loirinha Má disse...

Apareça sempre!
;o)