Alimente os Peixes!!!!

14 setembro 2006

São Paulo, 40º Graus

São Paulo definitivamente não combina com altas temperaturas.
O céu pesa nas cabeças.
Cinza e acre.
Sufoca.
A cidade de concreto ferve.
Ser urbano implica em roupas desconfortáveis. Mangas, golas, sapatos.
Qualquer tentativa de alívio soa como descuido. Demodê, saca?
Ou você imagina um alto executivo de camisa de mangas curtas, bermuda e sapatênis sem meias?
E, mesmo nós, não podemos usar todo dia alcinhas. Decotes são proibidos. Joelhos são confiscados.
O suor detona a maquiagem.
A maquiagem piora a sensação de calor.
Quem não tem ar condicionado, fica livre da rinite.
Mas sofre acalorado.
Quem tem ventilador, respira.
Mas passa o dia correndo atrás dos documentos voando pela sala.
Dentro do carro, a sensação é de, pelo menos, 10º graus a mais.
Dentro do ônibus, eu garanto: pelo menos 20º.
E eu me vejo sonhando com rodízios de gente.
Torcendo para não entrar nenhum passageiro PNE, idoso, gestante, portador de bebês.
E nenhum dos que voltam do trabalho cheios de sacolas e pacotes.
E nenhum que bufe.
Que, pelo amor da Deusa, não cheirem.
E que não hajam bebês chorando irritados.
São Paulo, 40º graus.
Pague para viver.
Reze para sair.

2 comentários:

Anônimo disse...

Voce se lembrou de ¨Não verás país nenhum¨? chupe um picolé.Beijos.

Senhora Loirinha Má disse...

Chupe um picolé. Durma numa banheira cheia de picolés. E guarde um lugar pra mim sob a letra S.