Alimente os Peixes!!!!

07 abril 2009

Inferno

Eu tamborilo o tampo da mesa impacientemente
já fumei meu oitavo cigarro imaginário
já roí as unhas todas
deixei sangrar
esfreguei tão fortemente a pele
que ficaram hematomas
lesões lilases
ah, uma cor tão feminina!
meus dentes rangem
eu suo, tremo,
meu soutien estão tão apertado!
a calcinha é preta, mas não é a minha preferida
esse jeans está velho e desconfortável
hoje meu cabelo não ficou de jeito nenhum
a minha escova de dentes precisa ser substituída
preciso trocar o tapete de fazer xixi da Foxy
preciso comprar ração
mordi o piercing umas cem vezes
meu coração está acelerado
estou com vertigens
estou enjoada
estou tão branca!
estou insone
acordo vezes sem fim
tão sozinha
tão febril
tão a fim
ah, nem vem,
dessa vez não é TPM não.
É a sua ausência
tornando um caos o meu viver.

2 comentários:

Noslen ed azuos disse...

Quando tudo não combina é o momento de rasgar a cortina do passado e pular a janela.

Não, tão, sempre, as palavras são como vento, que leva o pólen para outras para serem fertilizadas, mas eu ia falar que são como sonhos e não como vento, as palavras são como sonhos que o anjo da criatividade vem dizer verdades...

Acho que vou roubar esta idéia de poemas dos outros!

Bjs
ns

Senhora Loirinha Má disse...

Como diria Coco Chanel: as boas idéias foram feitas para serem copiadas! rs. Wellcome!